The Wayback Machine - https://web.archive.org/web/20161021162212/http://st-apolonia.org:80/site/

O acesso do lado norte à estação de comboios Lisboa – Santa Apolónia é inaceitável por obrigar 2000 utentes a percorrer todos os dias 150 metros em péssimas condições de segurança.

Este documento é uma breve apresentação sobre o problema  e  solução proposta plataforma de negociação de dia.

Leia a proposta (em PDF)  >>>>

Obter a proposta em PDF

Continuamos em negociações com a CML para conseguir fixar um calendário para a intervenção definitiva na Rua dos Caminhos de Ferro Opções binárias de negociação. Continuem desse lado, a vossa participação é importante.

Gratos.

Existe no Orçamento Participativo deste ano uma proposta para terminar as obras de melhoramento agora em curso na Rua dos Caminhos de Ferro.

É IMPORTANTE VOTAR: ao fazê-lo está a evitar termos que viver com uma “solução temporária” durante um par de décadas. Votar não custa nada e é uma forma de participar nas decisões da autarquia.

Aceda ao site, REGISTE-SE e VOTE NO PROJECTO 95. 


REPORTAGEM NA TVI.

A Marcha dos Atropelados a defender 11.000 habitantes de duas freguesias.

LINK AQUI: http://www.youtube.com/watch?v=ExUCTC0D6p8

ATENÇÃO: DATA ALTERADA

Dia 15 de Maio 2012, terça-feira.

 

Vamos organizar uma manifestação pela abertura de uma porta no muro com 1 quilómetro que separa a estação dos 11.000 habitantes que ela deveria servir o que é o comércio de opções binárias.

Precisamos que apareçam e digam que não estão satisfeitos com as condições actuais. Venham protestar connosco:

 

Teremos ligaduras, sangue (falso) e t-shirts com marcas de pneus a atravessar o peito. Vamos perguntar à REFER se é mesmo preciso uma rua cheia de peões atropelados para finalmente fazerem algo simples:

 

ABRAM UMA PORTA!

 

… Porque já nem Berlim tem um muro com um quilómetro.

 

http://www.facebook.com/events/194648107322361/

 

 

 

REFER, CML e Freguesias de acordo

Obrigado à Vanda Freire e à Dina Aguiar

pela atenção dedicada a esta causa de todos nós.

Pode ver aqui: http://www.youtube.com/watch?v=0Ol0Cu4hweo

 

Mais um lote de comentários na petição, quando temos mais de 800 seguidores no Facebook e 600 assinaturas na petição.

(Os destaques são da nossa responsabilidade.)

Assine e divulgue a Petição “Queremos uma Entrada Norte em Lisboa – St. Apolónia

“Sou uma das muitas pessoas que faz este trajecto todos os dias, e sei exactamente o perigo que a que se referem, como já testemunhei a condutores sem qualquer cuidado embaterem em peões que circulavam no passeio onde é o seu lugar...” “Força. É completamente desnecessário arriscarmos a nossa vida por causa das birras da REFER!” “É URGENTE QUE SE EVITE ACIDENTES.” “É, de facto, uma afronta ao cidadão comum e aos utilizadores da CP que uma simples porta não seja aberta. Não me parece muito complicado, sobretudo quando já vi a porta aberta (não para uso dos cidadãos) mas para acolher uma equipa de filmagens. É indecente.” “Sem dúvida que a abertura de uma porta ou varias portas (uma vez que já lá estão) na zona norte da estação é uma solução a este problema. Não se entende como ainda não se resolveu esta situação. Parece que só interessa a fachada, o que se vê….” “Absolutamente necessário” “Quando trabalhei em Lisboa não sei como sobrevivi aos espelhos dos carros e autocarros nesta rua. é urgente a resolução deste problema.” “A segurança das pessoas deverá de estar em primeiro lugar.” “Deitem o muro abaixo!” “Obrigada e Parabéns pela vossa iniciativa.” “Também sou utilizador da Estação St. Apolónia. Concordo plenamente, e dou os parabéns, pela vossa iniciativa.” “Absolutamente necessária uma Entrada Norte!!!!” “O perigo que resulta da falta do acesso norte é tão óbvio que nem sequer devia ser necessário um abaixo-assinado!” “A segurança das pessoas tem de ser uma prioridade!” “Esta iniciativa faz todo o sentido e, independentemente da adesão à petição, que obriga a um domínio do computador que nem todos têm, beneficiaria muitíssima gente!” “Já era tempo de haver uma petição de forma a conseguirmos uma porta no lado Norte de Sta Apolónia, muitas foram as vezes que tive de me colocar de lado, num dos passeios para não ser “apanhada” pelo atrito da passagem dos autocarros. [...]” “Agradeço que a Refer assuma as suas responsabilidades e trate deste problema com a maior celeridade.” “Já tardava uma solucao para a saida so pessoal a norte e nem sequer é preciso gastar muito dinheiro para concretizar esta solucao.

Obrigado à Fernanda Freitas pela simpatia e pelo destaque a esta causa!
Pode ver aqui: http://www.youtube.com/watch?v=f0zH7VDsqec

Directo às 13H na Antena1 do dia 7 de Fevereiro, desde a Estação de Santa Apolónia com Lídia Cristo.

Pode ouvir aqui: http://goo.gl/MIiIc através do portal “RTP Play” (aparecemos após os 14:37)

… se não conseguir, tente aqui: http://goo.gl/6lTRp

Mais um lote de comentários na petição, no dia em que chegamos aos 500 seguidores no Facebook.

(Os destaques são da nossa responsabilidade.)

Assine e divulgue a Petição “Queremos uma Entrada Norte em Lisboa – St. Apolónia

“Uma atitude de louvar só peca por tardia, a rua da bica do sapato não tem condições para os peões circularem.” “Sem dúvida que irá melhorar a mobilidade dos cidadãos que residem na zona.” “Tenho uma filha com pouco mais de um ano, e quando tenho que passar por lá sei que estou a colocar  a sua vida em risco com o passeio tão estreito e os carros que passam a uma velocidade assustadora. Realmente a REFER podia evitar estas situações …” “O muro da estação barra o acesso dos moradores à área comercial da estação onde se localiza o supermercado Pingo Doce, Cafés, Papelarias, etc..” “Concordo totalmente – é uma vergonha o que se passa na Rua dos Caminhos de Ferro” “Faz muita falta / É uma vergonha” “Se normalmente já é complicado fazer este pequeno percurso imaginem, ter que faze-lo de muletas durante 4 meses seguidos. ” “Por motivos de segurança, solicito à REFER que permita a abertura de uma entrada junto à passadeira Norte” “É inadmissível ter de andar agarrado à parede sempre que passa um carro.” “Se calhar quando alguém morrer na referida rua, abrem a tal entrada norte” “Inclusive a estação tem uma porta de vidro que podia ser aberta mesmo em frente às escadas subterrâneas. Eu própria falei várias vezes com o chefe da estação. Parece uma birra sem sentido. Bem haja pela sua iniciativa. O Pingo Doce e os estabelecimentos comerciais serão excelentes aliados a este movimento porque também lhes interessa estar acessível aos moradores do bairro.” “Aquela rua é realmente muito perigosa, tem que se tomar alguma providência imediatamente.” “Por causa dos estreitos passeios da Rua dos Caminhos de Ferro, por pouco não fui atropelada. Há pouco tempo atrás caminhava nesta ridícula rua, a qual percorro diariamente pois sou moradora na R. Bica do Sapato, quando ao cruzar-me com um sujeito que vinha em direcção contrária, empurra-me para o meio da estrada enquanto circulavam automóveis. Foi um milagre não ter sido atropelada. Trata-se de incidente anormal que, no entanto, se estivesse a caminhar num passeio “normal” a minha vida não teria sido posta em perigo. Demorei várias semanas a recuperar deste trauma e a evitar passar nesta rua, o que me causou muito transtorno.” “Eu vivo bem próximo de Stª Apolónia, vou a essa estação com elevada frequência e de facto, é necessário encontrar soluções que sirvam adequadamente os cidadãos, nomeadamente passageiros e moradores.” “Segurança acima de tudo, dentro e fora da estação!” “É urgente e de elementar justiça, em beneficio dos utentes.” “Há veículos que já ultrapassaram os 100 km/h numa rua com bastante trânsito, mas onde mal cabe um autocarro e um ligeiro!!! ” “Aprecio bastante a vossa iniciativa, nos dias de hoje em que a inércia é parte da vida das pessoas congratulo a iniciativa. “

Logo Jornal de Notícias

Eis o link para o artigo do Jornal de Notícias sobre o “Movimento Entrada Norte”, na edição on-line de 31 de Janeiro. Com os nossos agradecimento a Cristiano Pereira, pela atenção que dedicou a esta causa de todos nós.

Moradores pedem novo acesso a Santa Apolónia

Passeio demasiado estreito a norte da estação ameaça transeuntes

Está a decorrer a nossa actividade para recolher fotografias da Rua dos Caminhos de Ferro com o nome “FUI À ESTAÇÃO E SOBREVIVI!”

Precisamos de ilustrar as condições a que somos sujeitos na Rua dos Caminhos de Ferro.

Partilhem as vossas fotografias, mesmo de telemóvel, no nosso mural no Facebook.

(clique aqui: www.facebook.com/entradanorte)

Porque uma imagem vale por mil palavras!

Um dos nossos patrocinadores oferece uma garrafa SIGG para as fotografias que sejam mais votadas pelo público e pelo nosso júri.

Por isso procurem no disco rígido, ou tirem a máquina fotográfica da gaveta: coloquem as fotos no nosso mural e no comentário escrevam “FUI À ESTAÇÃO E SOBREVIVI!”

O pior que pode acontecer é ganharem uma garrafa SIGG e Lisboa ganhar melhores acessibilidades :)

O Movimento “Entrada Norte” está em destaque no Sapo RADAR. Fica aqui o nosso obrigado ao SAPO por este destaque que tanto ajuda a dar visibilidade a esta causa de todos nós.

Uma proposta para melhorar a acessibilidade.

Lisboa, mais precisamente, Stª Apolónia

Mais uma vez, obrigado a todos os que já assinaram a nossa petição. Eis mais um lote de comentários que ilustram bem o que este problema significa para os 2000 utentes diários. Os destaques são da nossa responsabilidade.

Assine e divulgue a Petição “Queremos uma Entrada Norte em Lisboa – St. Apolónia

http://www.peticaopublica.com/?pi=P2010N3714

“Acho muito perigoso passar nesta rua com as minhas filhas menores. É urgente uma solução!”  “Antes ainda havia a hipótese de usar da porta das mercadorias e atravessar a linha, agora temos de dar aquela volta manhosa por um passeio com um palmo de largura! Assino com muito gosto.”  “Apoio a 100% este movimento cívico!”  “Desde que fecharam a porta do lado da Diogo do Couto passaram as pessoas a por a vida em risco todos os dias ao passarem a pé na rua dos caminhos de ferro, que é uma rua muito perigosa onde os veiculos passam a um palmo das pessoas. Eu para ir para o comboio da Azambuja tenho que por a minha vida em risco todos os dias, quando em 1 minuto chegava ao comboio e em segurança se a porta do lado norte estivesse aberta”  “Dificill acesso ao interior da estaçao em virtude do passeio exterior ao muro ser demasiado estreito tornando e perigoso”  “É importantissimo que seja feita….”  “É necessario abrir a entrada URGENTEMENTE”  “É Urgente !!!”  “Embora não residindo em Lisboa, desloco-me com regularidade a casa de um familiar, fazendo, precisamento este percurso, a pé. Para além de me obrigar a percorrer todo o espaço interior de estação, sou obrigada (como toda a gente) a fazer o mesmo percurso pelo exterior, sujeitando-me a caminhar (muitas vezes) fora do passeio, umas vezes para dar passagem a outras pessoas e quase sempre porque o malote que arrasto não me permite fazê-lo no reduzido passeio (?).”  “Esta causa tem todo o meu apoio!”  “Esta entrada já devia ter sido construída há muito tempo!!!”  “Facilitar a vida das pessoas”  “Isto nem deveria ser necessário!”  “Já espero por isto há 19 anos, nunca fiz muito por isso acontecer mas é esta a minha oportunidade.”  “Já não bastando as reduzidas dimensões do passeio, (acrescentamos o) desnível do pavimento e tampas de esgoto que obrigam as viaturas a fazer razias aos peões…”  “Mais um medonho caso de desleixo por partes das entidades responsáveis (refer). Nem se pode dizer que esta é uma ideia nova dado que já há alguns anos existe nesse muro um stencil com um tracejado a indicar “recortem-me aqui”. Obviamente que as pessoas que podem decidir estas coisas não andam a pé…”  “Meu Deus, só neste país acontece termos que recorrer a Petições para resolver uma situação de todo inadmissível! Os meus agradecimentos ao Autor desta Ideia (Petição).”  “Parabéns pela iniciativa ! Faz todo o sentido que esta solução seja adoptada, com claras mais-valias e sem necessidade de grande investimento por parte de quem, atempadamente, já deveria ter equacionado a necessidade desta entrada.”  “Pelo facto de trabalhar próximo desta possivel entrada e a minha deslocação diária, seria mais segura e rápida. ”  “todos os dias tenho de fazer este trajecto perigoso e acho que deveriamos ter melhores condições para os cidadãos, porque mais vale prevenir do que remediar.”  “Vamos com isto para a frente e em força. Estou farto de apanhar chuva e de respirar o fumo dos carros”

A REFER continua a preferir que os passageiros morram no exterior da estação porque o que ocorre no exterior da estação é um problema de outros, não da REFER.

Estamos em 2011 e o movimento conta com 3 meses de vida activa. Nestes 3 meses passámos de um cidadão isolado para um movimento de cidadãos nas 2 freguesias que concorda que o muro não tem razão de existir:

Ninguém, excluindo a REFER, defende a a existência do muro: nas Juntas de Freguesia foi elogiado o movimento e a necessidade de alterar a situação actual pois é inadmissível a situação actual às portas de Lisboa.

Ninguém, excluindo a REFER, se preocupou com os fantasmas da segurança no interior da estação: todos acharam mais importante as questões de segurança no exterior da estação.

Ninguém, excluindo a REFER, concorda que encerrar o acesso que existiu até 2009 foi uma ideia acertada. Foi uma acção que apenas favoreceu a REFER, sem qualquer vantagem para os passageiros.

Ninguém, excluindo a REFER, consegue conceber que esta situação exista em Lisboa: 11.000 pessoas separadas da estação por um muro que não pediram, porque a REFER insiste que ele terá sempre que existir.

Ninguém, excluindo a REFER, pediu um muro de quase 1 quilómetro a separar a estação da população que a deveria servir.

Lisboa é nossa, não da REFER: Este será um bom ano para que eles entendam que a Estação de Santa Apolónia serve os lisboetas, não a REFER.

Eu não desistirei. Nunca.

Basílio C. Vieira

Basílio Vieira

Fundador do Movimento “Entrada Norte”


Eis o link para a notícia do Jornal Público sobre o “Movimento Entrada Norte”, on-line e na edição em papel de 27 de Novembro. Com os nossos agradecimento a Inês Boaventura, pela atenção que dedicou a esta causa de todos nós.

PÚBLICO – Moradores querem novo acesso à Estação de Santa Apolónia para evitar rua insegura

Passeio ao longo de 150 metros tem apenas meio metro de largura. Abertura de novo acesso não tem qualquer dificuldade ou custo, dizem os moradores.

http://goo.gl/Pt1vv

Muito obrigado a todos os que já assinaram a nossa petição, dando assim mais força ao nosso movimento. Aproveitamos para repetir aqui alguns comentários seleccionados entre os vários que nos chegaram.

(Os destaques são da nossa responsabilidade.)

Assine e divulgue a Petição “Queremos uma Entrada Norte em Lisboa – St. Apolónia

http://www.peticaopublica.com/?pi=P2010N3714

“A NOSSA SEGURANÇA ACIMA DE TUDO.” “(…) Eu para ir para o comboio da Azambuja tenho que pôr a minha vida em risco todos os dias (…)” “A vida dos peões está em risco” “Ainda há dias escorreguei no passeio, caindo para a rua, mas felizmente que não ia a passar um veículo!” “É necessario abrir a entrada URGENTEMENTE” “É tão óbvio que até dói!” “é triste ter que haver uma petição para uma coisa que deveria ser a própria REFER a zelar pelos seus próprios utentes.” “Para quem já levou com o retrovisor de um taxi, e um chapeu partido por camionete, só tenho a dizer “FORÇA”” “Sempre que vou a Lx de comboio me confronto com este problema ridículo” “Sou moradora da Calçada dos Cesteiros e todos os dias utente do Metro de Lisboa, está na hora da Refer e entidades competentes, olharem para as necessidades e conforto dos utentes.” “Vamos com isto para a frente e em força. Estou farto de apanhar chuva e de respirar o fumo dos carros” “Muitos cegos ACAPO Calçada dos Barbadinhos fazem este percurso documentado nas fotos”

Caros cidadãos,

Chegou o momento de criarmos uma petição para apresentar à REFER – Rede Ferroviária Nacional para fazermos valer o nosso direito de aceder com segurança e conforto à Estação Lisboa – Santa Apolónia:

Assine e divulgue a Petição “Queremos uma Entrada Norte em Lisboa – St. Apolónia

http://www.peticaopublica.com/?pi=P2010N3714

Nesta segunda-feira, 8 de Novembro vai ocorrer uma distribuição de panfletos no local da Entrada Norte, para divulgar a iniciativa directamente aos residentes através dos 2000 utentes da estação que são obrigados a percorrer aqueles 150 metros de perigo todos os dias porque lhes está vedada qualquer outra alternativa.

Panfleto em PDF, A5 / Frente e Verso

Dúvidas, críticas ou sugestões?

Estamos cá para o ouvir: geral@st-apolonia.org

Telemóvel 917 555 411

Twitter: @stapoloniaorg

Facebook: www.facebook.com/entradanorte

A acessibilidade actual da Estação de Santa Apolónia em Lisboa é propícia a acidentes por obrigar os utentes a percorrer 150 metros de uma rua com passeios de largura inferior a 50 cms o que é manifestamente insuficiente para garantir quaisquer condições de segurança para os peões.

Em alternativa a esta situação pode ser criada uma “Entrada Norte”, através do corte do muro norte da estação, abrindo assim uma entrada directamente para o Cais 1, um local adequado aos passageiros, com acesso facilitado à passagem subterrânea que permite aceder às restantes linhas.

Para divulgar esta proposta foi criado o movimento “Entrada Norte” que agrupa cidadãos que pretendem colaborar para melhorar a acessibilidade da Estação de Lisboa – Santa Apolónia.

Este é o site oficial do movimento. Seja bem-vindo.